domingo, 23 de setembro de 2012

*Bem na minha Mão*



Aqui, bem na minha mão tenho a chave do céu, as memórias, desejos... enquanto viver sei o incerto de saber o que é certo. Fechando os olhos ouço o silencio delicioso dos meus sonhos e parto, parto à descoberta dos meus encontros, dos meus desencontros. Na confusão, na confusão de pensamentos que dão pulsação ao meu coração... que bom seria, um dia, te ter definitivamente por perto! 

Aqui, bem na minha mão tenho a chave e a vontade de ao mundo dizer: que enquanto chorar, meu coração ninguém seca e com amor, com amor darei pulsação ao meu ser repleto de emoção!






Sem comentários:

Enviar um comentário

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)