quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Dire Straits



Com esta banda tantas vezes adormeci e com ela cresci. Para mim, ainda hoje é, uma referencia que explica qual o valor das pessoas que nos amam e ficam na nossa vida... E da vida levarei todas estas melodias, ensinamentos, pessoas e sentimentos!













8 comentários:

  1. Desde há muito tempo a música produzida por esta banda, sempre me encantou, aprendi a ouvir este enorme grupo britânico, nos momentos de lazer, ócio, tristeza, alegria e até em momentos de paixão.

    Dire Straits foi (é) um expoente único da música… a surrealidade e a genialidade dos seus elementos, bem como, a estética e a noção de profundidade, transportou-me em todos os sentidos para dimensões únicas de bem-estar e equilíbrio emocional.

    ResponderEliminar
  2. Ui, o que foste descobrir. Tenho ainda os álbuns deles em vinil (que já gravei em mini-disc) e fui ao 1º Concerto deles em Portugal (Estádio de Alvalade, num sábado cheio de sol em 1980 ou por aí....)

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho álbuns deles em ambos os formatos!


      beijinhos

      Eliminar
  3. Mas isso não é do tempo dos dinossauros? :P

    ResponderEliminar
  4. Aprecio os Dire Straits.
    Mark Knopfler tentou, há pouco tempo, uma incursão a solo mas não é a mesma coisa.

    Aproveito para fazer a informar que já linkei o seu blogue lá no meu sítio.
    Veja à direita na coluna 'Blogues que acompanho'.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Observador!

      Espero que goste daquilo que vou por aqui publicando!

      Eliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)