quinta-feira, 25 de outubro de 2012

*Os Elogios* 








A correria em que andamos diariamente na nossa vida impossibilita-nos de viver, de apreciar, de contemplar aquilo que de mais importante possuímos e que nos pode fazer verdadeiramente felizes.
Vivemos rodeados de infelicidade, tristeza, stress, falta de amor, mau humor, pouca tolerância para com o outro... esquecendo que somos todos diferentes, mas todos iguais! Todos necessitamos de afecto, carinho. Uma palavra de atenção no momento certo para levantar o animo, aumentar a auto-estima.

Poucos são aqueles que conhecem a importância dos elogios na vida de uma mulher, de um homem ou de uma criança. Está mais do que provado que os elogios em contexto profissional aumentam a produtividade e desempenho da parte dos funcionários. Está mais do que provado que os elogios numa relação intima reforçam os laços amorosos que unem um casal. Que mesmo as crianças se tornam pacificas com um elogio vindo dos progenitores. Então porque não somos capazes de elogiar o outro?

O elogio, para muitos infelizmente, é visto como uma necessidade de aprovação. É visto como algo supérfluo, não necessário, como algo que tem um intuito duvidoso, segundas intenções ou que alimenta a vaidade. Não há pensamento mais errado do que este, defendo inclusive muitas vezes, que por estes e muitos outros motivos, a cadeira de psicologia deveria ser obrigatória nos diversos níveis de ensino para que tivéssemos seres humanos emocionalmente mais esclarecidos e próximos da sua própria realidade individual!

Eu gosto que me elogiem, sabem... aquele elogio sincero que vem de quem gostamos... elogio esse que nos motiva a fazer mais e melhor, que nos devolve a força e confiança ao termos feito algo de errado. Gosto, não nego! Desde sempre que os tive, fui habituada e educada a ser construtivamente criticada, mas também, a ser elogiada e valorizada sempre que fazia algo de bem ou bom. Fui preparada em tudo para os dois lados da moeda.

Aflige-me um pouco a frieza que absorve todos os dias este mundo, esta sociedade... leva-me a crer que muitos andam empedernidos emocionalmente... somente sabem criticar, desvalorizar, magoar e o contrário não o sabem fazer. Desde sempre que o fiz e continuarei a fazer... elogios! Todo o ser humano merece ser elogiado dizer - "estás lindo, estás linda! - não esperava que me tivesses arrumado e tão bem a cozinha, estava tão cansada... obrigada, por teres pensado em mim!" - são apenas alguns exemplos.

Agradeçam os elogios, façam elogios, elogios sinceros que mostrem ao outro o quanto vocês o apreciam. Vou vos dar uma novidade, enalteçam as vossas qualidades, os vossos melhores atributos... isso não é presunção, nem falta de humildade... é sinónimo de uma boa auto-estima, de que gostamos de quem somos e que espelhamos para o mundo o nosso bem-estar. Os elogios são fundamentais, devem ser agradecidos e ouvidos, mas ainda assim devemos compreender que quem não os teve desde criança, desde a infância, para essa ou para essas pessoas é difícil fazer um elogio, ouvir um elogio. Lembrem, a nossa maneira de ser e estar é fruto da nossa educação, daquilo que vivemos! Mas nunca é tarde para adquirirmos novos e benéficos hábitos.


Beijo na alma de tod@s!







8 comentários:

  1. Concordo inteiramente! O elogio é uma forma de nos dizerem "Gosto de ti". Da parte do nosso companheiro, então, é fundamental! E não é vaidade, não creio; é sentirmo-nos amadas.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miú,

      era bom que as pessoas na sua grande maioria, tal como nós, compreendessem aquilo que nós compreendemos!

      Beijinhos!

      Eliminar
  2. Pois é....tens razão ..... há e o reverso da medalha?

    Os falsos Elogios,

    os que vem camuflados de rosas e que são autenticos espinhos.....os elogios envenenados, camuflados, prontos a te espetarem uma faca nas costas!!!!!!

    Reviralho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reviralho,

      esses não são elogios... um elogio é aquilo que descrevi! Infelizmente, é por isso que descreves, que os elogios são confundidos e não são devidamente interpretados! As pessoas estão frias, ausentes, mas o mais engraçado é que tudo e todos se queixam da falta de afecto e de amor!

      Enfim...

      Eliminar
    2. Tens razão, MAS, mas..... a realidade é incontornavel!!!!

      Reviralho

      Eliminar
  3. Prefiro antes acreditar que os elogios têm um efeito psicológico que afecta mais ou menos as pessoas conforme o seu grau de auto-estima. Na verdade, quem tem uma grande auto-estima depende pouco ou nada dos elogios; já os que têm baixa auto-estima até deliram com qualquer tipo de elogio. Como sou sempre pela verdade, o que verdadeiramente importa e interessa são as palavras certas ditas nos momentos certos.

    Elogiar não custa, mas há muitos que o fazem como quem dá aquela palha. Há os que alimentam elogios e os que se alimentam deles. Outros há, porém, a quem muito dificilmente se arranca um elogio. Também aí o importante é que os elogios sejam verdadeiros, ou seja, sentidos. E muita gente não tem simplesmente esta noção. Os amigos tendem a elogiar-se entre eles, muitas vezes mais por simpatia do que por serem fiéis à realidade.

    Como já li por aí, se é para receber elogios venenosos, prefiro fazer para não os merecer. Se ainda assim mos querem impingir, faço ouvidos de mercador. Daí a minha postura às vezes um tanto passiva perante certos elogios que dirigem à minha pessoa. Porque eles só poderão fazer sentido se entrarem em linha com o que eu penso ou acredito.

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito do que disseste em relação aos falsos elogios... Isso não saõ elogios, concordo contigo! E sim um elogio é uma forma de carinho! E sabe bem :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Fire,

    não existem elogios venenosos, nem falsos elogios! Simplesmente não são elogios, falo disso no texto.
    O Elogio é explicado como sendo um mecanismo de estreitamento de laços e motor de motivação. Infelizmente, como em tudo, confunde-se tudo e mais alguma coisa e os elogios não são excepção.
    Quando eu era criança fazia muita trapalhada, ainda hoje faço, a minha mãe ralhava e dava-me umas palmadas... porém quando eu fazia as coisas de maneira correcta, solicitadas ou não, era elogiada... assim fui educada... tal como fui ensinada a pedir desculpa quando erro ou magoo, a dizer obrigada quando me ajudam, etc, etc, etc! Os elogios servem para nos motivar, fazer sentir que somos reconhecidos, congratulados, acarinhados... muito diferente de bajulação, graxismo, entre outros mais que dispenso. 
    Não vou pelo que leio por aí, vou e vivo em função daquilo que me ensinaram, que vivo e acredito!


    Poppy,


    são um gesto de carinho e dão-nos luz!

    beijinhos!

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)