quarta-feira, 10 de outubro de 2012

*Tudo Começa*





Tudo começa por um olhar, seguido de um beijo e do teu doce respirar. Tu, tu que me despes com os olhos e eu... eu arranho-te as costas sem marcas te deixar... e não digas, não digas nem ai, nem ui porque sabes que te silencio com meus beijos de língua. Os mesmos que pela sua profundidade te fizeram chegar à felicidade plena de me teres a teu lado!
Nesta cama estamos sós, somente sós... a sós contigo e em ti vou-me perder se ousares penetrar a barreira estreita que te leva ao meu verdadeiro ser. Que desejas saber? Sempre te conto tudo através de um sussurro que te dá prazer! 
Eu sei, sei que um dia vou morrer, a minha alma irá partir... mas a minha presença sempre por aqui irá permanecer! Quero com esta mão fazer o mundo e o tempo parar, sinto-te cansado... vem comigo, esquece o resto, aprende a respirar!
Nesta cama estamos sós, somente sós e sabes... acredito que existe o primeiro amor, talvez até mesmo o único, acredito na felicidade, acredito em mim e em ti... e não me interessa se já foste de cool por aí, somente sei que o homem que sonho ter junto a mim é algo de semelhante a ti!

Saber? Apenas sei que nada sei, mas tudo aquilo que sei é sentido no coração e transportado para a mente que me faz ter acção, ousadia. Quando choro, não choro por pena, não são lamentos, são sonhos meu amor, são sonhos! E tem sido com amor pela vida e por mim que ainda hoje me recuso a deixar de respirar.
Ouve com atenção, como se tudo isto fosse uma canção... porque ao fazer amor contigo, o que se passa entre nós não é mera "cobrição", mas sim, união e comunhão de dois corpos distintos que unidos são mais fortes que felinos!

Beijo-te a boca, beijo-te o corpo, a alma e por aqui assim termino!

Alexandra Martinho






"we all need someone to talk to... my oh my..."

9 comentários:

  1. Muito bonito! É isso o amor, muito para lá do sexo!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Alexandra,
    Muito bonito realmente, mas posso discordar um pouquinho?

    O amor vai, efetivamente para lá do sexo....mas não sobrevive sem ele!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende JP... depende da interpretação que cada um faz do sexo... será o sexo somente o coito? Para mim não é! Uma relação sexual começa muito antes de se chegar às "vias de facto"... é toda uma questão que depende do sentimento, da qualidade do relacionamento, usando-se assim o sexo apenas como complemento.

      Certas são as palavras que se dizem ao ouvido, que são bem mais sexuais de se ouvir e sentir que a relação sexual em si! E hoje, muitos remetem o sexo como nós o conhecemos para segundo plano, dando lugar a um outro tipo de elevação sexual... a dos sentidos, das palavras, dos cheiros, dos toques... as pessoas começam a entender que sexo é o fim e não o principio, que sexo é complemento não alimento... que sexo é uma ponte que nos liga à realidade intima do outro e não apenas uma descarga hormonal!

      És livre de discordar sempre que assim entenderes... mas uma coisa te posso garantir, quando amas alguém de verdade e por várias razões não consegues estar com essa pessoa todos dias, mas sentes que ela te ama e aceita como és... vives a tua vida de forma calma e serena e o sexo... esse apenas acontece quando te reencontras com o teu ser amado e o tempo vai-te provando muita coisa... sobretudo que o amor sobrevive a tudo, mesmo quando há falta de sexo :)

      beijinho!

      Eliminar
    2. Olá Alexandra,

      Li o teu texto, li o comentário do "JP", li a tua resposta e concordo contigo.

      Abraço

      Posso escrever aqui uma mensagem para o "JP"? Obrigado!

      "JP", não estarás a ser demasiado redutor?
      Julgo que já disseste isso noutro blog e houve alguém, não me recordo quem, que te apontou alguns exemplos.

      Abraço

      Eliminar
  3. Também concordo que o amor vai muito para lá do sexo e dizer o contrário é estarmos a condenar todos os que não podem, por mil e um motivos, fazer sexo. Não digo que o sexo não é importante, mas não é seguramente a coisa mais importante numa relação. Aliás, eu acredito que com amor tudo é necessariamente bom. Infelizmente há muita gente que não separa as águas e deixam sentimentos morrerem devido à incompatibilidade sexual. Incompatibilidade sexual? A incompatibilidade, a haver, só pode mesmo ser sentimental.

    Não há de facto amor como o primeiro e os que já o tiveram sabem muito bem das marcas e mudanças que ele operou em nós de forma decisiva. Mas o primeiro amor não tem necessariamente que ser o tal amor, nem mesmo os sucessivos amores que vieram e foram. O Amor verdadeiro é e será sempre único. Curioso como há um frase escrita por Oscar Wilde, que por acaso até era gay, que diz que os homem quer sempre ser o primeiro de uma mulher, já a mulher quer que o homem seja o seu último homem. Dá que pensar, não? Isso vai de encontro àquela tecla que tu já por algumas vezes bateste, o de haver quem não seja capaz de aceitar o passado de outrem e assim não conseguir ser feliz.

    Em relação ao que tu achas de mim, vou continuar a achar que não é senão a ideia que tu tens de mim. :P

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fire,

      quem não aceita o outro na sua totalidade (passado e bagagem emocional incluída) não ama, para mim isto é ponto assente! Concordo com tudo aquilo que disseste, mas no que diz respeito a ti, à tua pessoa... mantenho a minha opinião! Mas também te digo não és o único, nem serás o primeiro a sentir o que sentes! Quando posso leio com atenção aquilo que escreves no teu outro blog e sinceramente, penso que muito do que está lá devia ser lido por mais gente! Sabes qual é o maior problema da humanidade? Insensibilidade! 

      As pessoas de hoje são insensíveis, não se entregam, não dizem que amam porque para trás tem toda uma série de frustrações que as fazem não acreditar e ter sempre a guarda levantada! Errado? Para mim, é muito! Mas cada um sabe de si! Li os comentários da Poppy e alguns da Utena... e como eu conheço a Utena, sei que quando ela diz o quer que seja de alguém tem as suas razões para o fazer! 

      Sabes porque o silêncio é importante? Para que possamos entrar em contacto com os nossos sentimentos mais profundos e quando o fazemos... eis que chega a hora de chorar! E quando choramos libertamos tudo aquilo que nos fez mal, que nos prende e consome a alma!

      beijinho e força nisso!

      Eliminar
    2. Exactamente, amar significar aceitar. Se não se aceita uma parte duma pessoa, não a pode aceitar como um todo, logo não a pode amar verdadeiramente.

      Vivemos numa sociedade em que tudo é plástico, efémero, descartável... tanto assim é que até já se diz que o amor só é eterno enquanto durar. Hoje é normal todos terem uma ex-qualquer coisa. A namorada ou a mulher podem não ser para sempre, mas uma ex é seguramente para todo o sempre.

      Chorar faz parte, todos choram, homens grandes incluídos. Afinal de contas é a primeira coisa que todos nós fizemos quando viemos ao mundo.

      Desisto de te fazer mudar de ideias acerca da minha pessoa. :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  4. Não há sexo sério, sentido, sem amor.
    Ou melhor, haver pode haver mas não é a mesma coisa.
    O melhor sexo tem como tempero indispensável o amor.

    Belo texto.

    Beijinho

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)