quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

*A Busca*









Por entre mil estilhaços procurei pequenos pedaços brilhantes de mim, brilhantes, que por breves instantes resistiam às turbulências da vida.
O lado negro de mim, se algum dia existiu, com as ondas do mar se desvaneceu... atravessei a dor, o pântano da destruição de ilusões sem fundamento. Atravessei a ponte e cheguei até mim, a ti. Tudo parecia longe e de longe, efectivamente, eu vim...


I was not built to break!




5 comentários:

  1. Lindo, Alexandra.
    E a música acompanha a beleza do texto.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Não importa o destino, importa o caminho percorrido.

    ResponderEliminar
  3. Lindo momento ,que as palavras nos alimentem o destino conturbado da vida .Beijinhos Alexandra

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)