segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

*A inveja no Universo Feminino*







A inveja no universo feminino é um assunto delicado que chega a ser ridículo pelos comportamentos extremos que algumas têm quando sentem, inveja!
As mulheres na sua grande maioria são invejosas, "venenosas", com capacidade de minar tudo e todos com maledicência. Não podem ver ninguém sobressair, seja pelos seus atributos físicos, pela roupa ou outra coisa qualquer. Mesmo que não haja, tem de haver um motivo para dizer mal, para fazer comentários e criticar.

Sempre disse e continuo a dizer que vivo no Portugal dos pequeninos, pequeninos em altura, humildade, dignidade... pequeninos em ser quem são. Os meus dois metros associados a um corpo que praticou durante anos basketball e outras modalidades desportivas faz disparar o ego de muitas queridas. 

Adoro quando entro num café, num bar ou em outro lado qualquer e muitos "preocupados" vão questionar o Fernando sobre a minha altura dizendo "eh pá não sei como conseguiste arranjar uma mulher assim!" ou "ela é estrangeira?". O melhor da "festa" acontece quando as pindéricas esboçam aqueles sorrisos cínicos aliados a um olhar clinico na tentativa de encontrar uma falha na toilette, no comportamento ou na simples maneira de estar. Quando não conseguem, "taditas", ficam fulas e são elas que dão a verdadeira barraca, transformam-se em palhaças ridículas de um qualquer circo ao serviço da comunidade.

Partilho este episódio, no passado Sábado, eu e o Fernando fomos ver ao Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz o grupo harlem Gospel Choir, tributo a Whitney houston que aconselho vivamente. Bem, devemos ter sido dos poucos casais, ou pessoas  que lá estiveram para ver o espectáculo... os restantes estavam para a feira das vaidades! 

Casacos de pelo, cintos na cintura para fazer dos rabos autenticas mesas de apoio, maquilhagem a mais e mal aplicada, saltos de meio metro... ou então todo o ouro que tinham em casa levaram com elas... enfim!
Entretanto chegamos nós, altos, bem vestidos, sem exuberâncias e até nisto somos iguais. Temos especial atenção com a roupa e suas conjugações, mas não nos vestimos para mostrar seja o que for a alguém. Vestimos o que vestimos porque gostamos e queremos, de tal forma que apesar da altura que tenho não tenho qualquer tipo de inibição em usar saltos altos. 

Senti-me bem, as outras é que parece que não... mas eu compreendo-as, tadinhas, davam-me pela cintura! Pequenas, com o cérebro do tamanho de uma noz, pequenas ao ponto de em pleno WC falarem das minhas pernas por serem longas e torneadas ou por eu não ter "borregas"! Passo por estas situações muitas vezes, infelizmente, mas a conclusão é sempre uma... a inveja é fodida e com ela muita gente cai no ridículo revelando a baixa auto estima e falta de bom senso que possuem.  Já senti como se me quisessem encostar à parede e dizer "como te atreves a ser assim? Como podes ser mais alta que todas nós e ainda todos os "trapitos" te caírem bem?"

Queridas é simples, ser mulher é diferente de ser fantocha exibicionista!


Uma boa semana a tod@s!



Don't be...



11 comentários:

  1. Mulheres vão sempre ser mulheres!
    Inveja faz parte do seu universo até se aperceberem que apenas se desgastam e que se unissem governavam o mundo

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Hum, as mulheres podem ser um pouco mais venenosas, e mais más, mas também há muitos homens assim e bem invejosos, a diferença é o modo como eles se manifestam que tende a ser de um modo geral mais comedido, disso não há dúvida. Porque aposto que houve homens com ciúmes do teu Fernando... Ciúmes da companhia que ele tinha :)

    Beijinhos grandes*

    ResponderEliminar
  3. Percebo-te. Desde sempre senti que na pele essa inveja de que falas. Tenho pena delas porque elas não entendem, que mais do que a roupa ou o aspecto físico, é a luz interior que nos faz brilhar. Coisa que elas não têem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Gosto de ver uma MULHER assim! BRAVO!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Somos tão más umas para as outras. Fico arrepiada com esta maldade despropositada.

    ResponderEliminar
  6. Tens razão em tudo aquilo que escreveste! Eu estava lá, eu vi-te e verdade seja dita, ofuscaste todo aquele mulherio! Mulherio que não sabe estar e que apenas dá valor ao material.



    Bem-haja!

    Sem Regras

    ResponderEliminar
  7. Ser mulher por si e gratificante ,ainda mais quando no seu interior brilha a luz que ofusca quem vive de aparencias ,beijo

    ResponderEliminar
  8. Alexandra, não te deixes afectar. És uma pessoa especial. Sabes, fiquei curiosa, gostava muito de ver uma fotografia tua do dia. Devias estar especial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não tirei... mas devia realmente!


      beijinhos!

      Eliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)