segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

*Tomada de Consciência*







Domingo, 16 de Dezembro, Pans & Company de Lisboa

Empregado: Bom dia, o que vai levar minha senhora?

Eu: 3 menus completos com baguetes de pasta de atum e todas aquelas coisas boas que vocês colocam! Ah e por favor, coloque mais duas baguetes separadas... somos pessoas de muito alimento! (risos)

Entretanto enquanto era preparado o pedido...

Desconhecido: Olha... desculpa, és de onde? Nunca vi uma mulher como tu, irradias uma luz tão bela num dia que se apresenta tão cinzento! Deves ser extremamente especial!

Eu: silêncio... (mas a conversa mesmo sem feedback continuava, enveredando por caminhos falaciosamente espirituais!)

Empregado: minha senhora aqui tem o seu pedido, deseja mais alguma coisa?

Eu: Sim, olhe tire um copo dos mais pequenos de Pepsi, por favor, para consumir agora!

Entretanto, porque aquele simples desconhecido não se calava, falando insistentemente de algo que eu não queria saber e porque desde o inicio percebi as intenções da conversa... despejei-lhe o copo de Pepsi em cima e disse: Acorda! 
Se errei no que fiz? Não! Até porque defendo que enquanto não houve um "travão", os disparates continuarão a acontecer.

Não houve reacção, ele deixou-se ficar ao balcão como se nada tivesse acontecido e eu segui o meu caminho. 

............................................................................................................


Podia ter dado a este post o título " Uma nova forma de engate, o engate espiritual", mas não o fiz, afinal com assuntos sérios não se brinca, nem devemos ser sarcásticos. Escrevi não há muito tempo que espiritualidade para muitos é como vender roupa ou outros objectos na feira da ladra. Faço uma questão, espiritualidade não é um aspecto inerente a qualquer ser humano? Não tem todo o homem e toda a mulher uma dimensão espiritual? 

Meus amig@s só não cuida do seu lado espiritual quem não quer e este cuidar deve ser feito dia após dia, não apenas quando apetece ou dá jeito. Espiritualidade não é dada em pacotes, em títulos ou diplomas. Espiritualidade é arte, requer disciplina, obediência, compromisso. Não é conversa, não é estatuto, não é algo que se deva falar em ambientes nocturnos onde predomina tudo aquilo que corrói a essência do ser... não é algo para ser debatido com tudo e todos, desconhecidos a quem se desconhece o caracter, a intenção intima. 

O que ontem se passou comigo ontem, neste momento, é pratica recorrente por aí. Lembro-me que há umas duas semanas uma amiga estava num bar e do nada um homem aproxima-se, senta-se ao lado dela, bombardeando-a com uma "conversa espiritual"... dizendo que tinha uma luz incrível mas que ainda assim ela não estava bem. Necessitava, segundo ele, de ajuda espiritual, de não se preocupar tanto com as coisas porque Deus é grande. 

Grande não é Deus, nestes momentos, grande é a taxa de alcoolémia e outras coisas que correm nas veias e no cérebro, fazendo-os agir, falar em consonância com as chamadas vibrações errantes que atraem companhias ou situações que de outra maneira não seriam atraídas. Vibrações errantes que se disfarçam de seres de luz para ludibriar, chegando-se ao ponto de pensar que são anjos!

Relativamente ao dia 21 deste mês, não, o mundo não vai acabar, mas a nossa consciência vai mudar ainda mais. Manifestações a que temos assistido no nosso país e um pouco por toda a Europa são um exemplo disso, dessa mudança que já está a acontecer.

Levem a vida com calma e não tenham pressa, pouco importa aquilo que os outros fazem ou dizem, o importante é que cada um viva segundo os valores em que acredita. O homem tem sido o seu pior inimigo esquecendo valores e votos verdadeiramente espirituais como, por exemplo: "Na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, até ao fim dos nossos dias, prometo amar-te e respeitar-te!"... subtilmente temos aqui o amor incondicional.

Enfim, poderia escrever sobre tudo aquilo que é "pesado" ou fazer uma dura critica/julgamento, mas não é isso que pretendo neste post, nem no meu blogue. Só peço, tenham cuidado perante este tipo de situações e ajam sempre preservando o vosso bem estar. Espiritualidade está dentro de nós e não fora.

Uma excelente semana a tod@s!

Namasté!


Alexandra Martinho





12 comentários:

  1. Ah ganda Alexandra. :))) Olha. Não é por nada mas acho que precisas de ajuda espiritual. lolololololololol=)))))
    (brincadeirinha, fizeste bem)
    ;))))
    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Não sabia desta nova técnica de engate. Até me dá vontade rir tal a tristeza das pessoas que a fazem.

    Quanto ao dia 21, claro que o mundo não vai acabar. O Universo vai é passar a ser cada vez mais duro com quem não tem consciência, obrigando-os a mudar. E aqueles que estão a utilizar a espiritualidade de forma errada, vão apanhar por tabela. Pois o nível de consciência vai subir imenso de frequência e quem não a acompanha, não está cá a fazer nada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Amiga, só acho que devias ter pedido um copo dos maiores de Pepsi ;)
    Gostei! :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Alexandra,

    concordo inteiramente com a Fê-blue bird, devias ter pedido um copo de Pepsi maior e mesmo assim seria pouco.
    O caso que relatas no teu texto não é único, aliás começa a ser comum em espaços onde está muita gente, o que tem a sua razão de ser.

    Ilustraste correctamente, de forma assertiva aquilo que não se deve fazer, tal como, definiste exactamente o que é a espiritualidade enumerando as três características fundamentais para que a mesma se desenvolva. Muitos pensam que espiritualidade é algo que se compra ou que está nos livros, no entanto, é uma predisposição, isso sim!

    Cuidados, devemos ter cuidados redobrados nesta altura e fizeste bem, muito bem em escrever sobre tudo isto.
    Não vou dizer que tens uma luz linda, mas a tua alma é bastante velhinha, somente uma alma dessa natureza consegue escrever/viver assim! Sabedoria de anciã! ;)

    Beijinho, Alexandra!

    Constança de Sá Bandeira

    ResponderEliminar
  5. Desconhecia esta técnica de engate.. devo ser eu que não irradio luz por isso não atraio os anjinhos de pau carunchoso que andam por aí... mas gostei da tua defesa. Ah mulher valente!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive conhecimento dela já há alguns anos... enfim!


      beijinhos!

      Eliminar
  6. Realmente é impossível não me rir depois de ter lido isso... ah e tal vibrações cósmicas, raios de Saint-Germain, mestres ascensos por aqui e por ali, espiritualidade superior, aéons inferiores, blá blá blá da Nova Era, meditações, shakras desalinhados, karmas revoltados e ommmmms prolongados (sem ofensa). XD

    Parece que agora já andam por aí os engatatões espirituais, quais gurus do amor! Hare hare! Há que ter muito cuidado com eles. A sério que jogaste Pepsi para cima dum gajo desses? Fizeste muito bem. Que pena eu não ter estado ao teu lado para me rir na cara dele. :)

    Claro que o mundo não acaba no dia 21, pois ninguém sabe quando é que o mundo acaba - pelo que o melhor é ninguém com dois dedos de testa dar importância aos pseudo-cálculos cabalísticos que mais há por aí. Se vai mudar? Já está mudando. Tudo muda, nada permanece imutável. Agora se é filosoficamente ou espiritualmente, isso já é uma outra questão, que parte da cabeça de cada um. O universo não vai deixar de ser o que sempre foi, sem consciência nenhuma por não se tratar de um ser com vida, pelo que não estará nem aí para nada. Da vida das pessoas cuidam elas próprias, e não factores astrológicos ou transcendentais.

    Da Pan's eu curto bué as baguetes com delícias do mar. E pronto, já fiquei com fome.

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fire,

      sim, fiz isso mesmo! Não me arrependo, mas odeio ter de fazer este tipo de coisas. Parece que anda tudo cego!


      beijinhos!

      Eliminar
  7. Alexandra, não achas que a tua reacção foi demasiado intempestiva? Afinal, o desconhecido não foi mal-criado, apenas te lançou um piropo. E até acho que o piropo não foi nada ofensivo. Fossem todos como esse! Aliás, se a este atiras com uma Pepsi, como reages àquelas bocas ordinárias que tanto se ouvem por aí?
    Bjnhs

    ResponderEliminar
  8. Miú,

    não foi não, até porque depois o empregado perguntou se eu estava bem... fiquei branca como a cale!
    Já reagi a essas ditas bocas com um murro e uma outra vez com o salto alto (aquando de uma tentativa de assalto).

    Não foi mal-criado, não lançou nenhum piropo, foi uma tentativa de engate falhada com pormenores que não lembram a ninguém... o dito desconhecido andava a fazer das dele e como eu referi ele não é o único que faz este tipo de aproximações. Nunca ouviste falar em "gurus espirituais de engate"? Pois é... muitas e muitos são os que vão na conversa acabando violad@s num sitio qualquer...

    enfim...

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  9. Credo mulher!!!Eu cá limitava-me a olhá-lo e nada mais.Nem um som emitia da minha boca.Penso que seria suficiente.Quando estiveres grávida,vais-te passar com os piropos,ahahahahahhahahha!!

    ResponderEliminar
  10. Tentou nao se safou e assim mesmo a lei da vida umas gostam outras odeiam ,mas cabe a cada um de nos saber o nosso lugar ,respeitar o espaço de quem nos rodeia e fundamental ,para que no fim nao sofremos dissabores da insistencia de quem nao tem noçao de como se vive em sociedade respeitando sempre os outros.Quanto ao dia 21 acho graça acreditar num absurdo como o fim do mundo ,como catolico logo me vem a memoria e penso como o meu Deus criador de todas as coisas ,poderia destruir tudo aquilo que criou ,e inacreditavel tudo tem um ciclo nao vejo o homem prever aquilo que jamais podera fazer se um dia tera fim concerteza mas quando tenham do ,vivam a vida com amor ,partilhem o pouco que tem por aqueles que nada tem ,assim concerteza valera a pena viver neste mundo por mais cruel que seja.Desejo-lhe um Santo Natal a voce e a todos que a rodeiam beijos Alexandra

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)