domingo, 10 de fevereiro de 2013

*Amar é muito mais que uma palavra*







"Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades. Para viver a dois, antes, é necessário ser um."

Fernando Pessoa




Não é difícil viver na "sombra" da própria solidão, difícil é compreender que ela transmite um valor essencial para estar numa vida a dois, feita por dois. 
Aproxima-se o dia dos namorados que para muitos pode ser uma fantochada ou apenas mais um dia para se gastar uns quantos euros, mas se pensarmos coerentemente, não será que também o Natal se transformou numa fantochada e em apenas mais um dia para se gastar dinheiro? Vocês até podem dizer/pensar que o "cu nada tem haver com as calças", mas tem e vão perceber porquê.

Para mim Natal ou dia dos namorados são datas importantes que merecem ser celebradas. Se a primeira reforça a importância da família, a outra relembra o quão importante é preservar a mulher ou o homem que está do nosso lado. Mas indo mais ao fundo da questão para ambos os dias que mencionei, quando se fala em consumismo, estamos longe do verdadeiro simbolismo/significado que é única e exclusivamente o amor. Já repararam nisso? Que ambos são baseados no que de mais puro e sagrado existe neste mundo, o amor?

Faço mais uma questão: afinal o que é o amor? Porque razão se fala tanto de amor e poucos o vivem? Todos falam e ninguém o consegue ver?! A construção de um relacionamento amoroso é feito com a participação de dois e não de apenas um. Aliás, vou-vos contar um "segredo": já alguma vez se deitaram felizes e contentes com os vossos parceiros/as e no dia seguinte nem os podiam ver à frente, tudo o que eles faziam ou diziam vos irritava? Pois bem, antes de explodirem e rebentarem com quem não merece pensem bem de onde vem toda essa "raiva" ou má disposição. A razão pela qual estamos chateados não é aquela que pensamos ser, a verdadeira razão está sempre escondida, adormecida no subconsciente e é trazidas à luz do dia para ser curada... sim, curada!

Por falar em cura... o amor é a verdadeira e única cura eficaz para as maleitas da alma, do emocional, já pensaram ou sentiram isso? Já alguém sentiu ou viveu o amor por si próprio? Posso dizer que é das melhores coisas que temos nesta existência, o amor que nutrimos por quem somos. Somente assim com este forte e inigualável sentimento podemos receber o outro na nossa vida. Receber, aceitar, cuidar, sarar e agradecer cada dia que passa por essa pessoa saber cuidar de nós, ser como que o farol que mostra a luz do caminho quando tudo parece negro, tortuoso, tumultuoso.

Devíamos encarar o amor e as suas diversas fases de mudança como as quatro estações do ano não permitindo que ervas daninhas tomem conta do jardim ou que as rosas percam a sua cor, a vida. Custa muito alimentar o sentimento que une duas pessoas? Não! Ele flui com naturalidade quando nos colocamos na pele do outro e entendemos que defeitos são inerentes a todos e os erros fazem com que o crescimento seja contínuo. 

Mesmo que sozinhos comemorem este dia! Devemos ser os nossos eternos e incondicionais namorados, porque esse amor, esse enamoramento é apenas nosso... de nós para nós.
Para os que têm uma cara metade digo: Agradeçam por cada dia que acordam e sabem que a tal ou o tal continua presente na vossa vida. Quem ama e é amado será eternamente abençoado.







Uma boa semana e um feliz dia dos Namorados para tod@s

Alexandra Martinho



p.s não esqueçam quanto mais amados somos, mais sentimentos não resolvidos surgirão para que a cicatrização se dê. Tenho certeza que entendem...


15 comentários:

  1. Alexandra,

    Gostei bastante deste texto. Mesmo sozinha vou comemorar o dia dos namorados...está decidido.

    Beijinhos

    Ana

    ResponderEliminar
  2. Li o teu excelente texto ao som da bonita música que me enviaste, e só te posso dizer: Obrigada!

    Feliz dia dos namorados.

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Neste dia o amor anda no ar ,respira-se e vive-se a felicidade ao lado de quem mais amamos ,muitos beijinhos Alexandra

    ResponderEliminar
  4. gosto de ouvir a Katie, mas gosto muito mais de te ler:) escreve sempre, por favor!! Beijinhos e boa semaninha!!!

    ResponderEliminar
  5. É bem verdade que só no amor encontramos a cura para a dor (rimou e tudo :D)
    Um beijinho para ti, Alexandra

    ResponderEliminar
  6. Sem dúvida que amar é muito mais que uma palavra.
    E não é fácil manter um amor.
    Gostei deste seu post.
    Beijinhos
    Irene Alves

    ResponderEliminar


  7. O Amor não é difícil. Amar é que é!

    Beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  8. É tão bom amarmos e sermos amados.
    Uma excelente semana para ti, com muito amor!
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Olá Alexandra, um maravilhoso texto como sempre e com ele mostraste aos nossos olhos aquilo que tanto nos recusamos a ver e aceitar. A tua forma particular de escrever revela a particularidade de viver em comunhão com o nosso interior e sim nós seremos os nossos eternos namorados, mas será que percebem o que é o namoro! Que preserves sempre essa luz que te faz tão diferente, especial! Que tenhas um feliz dia dos namorados com o índio, casal especial! :-) beijinhos!

    ResponderEliminar
  10. Um bom dia para relembrar as namoradas de uma vida.
    Muitas com certeza. Recordamos a primeira. As do meio, por ter sido muito bom e da última, talvez. Não há duvida que o tempo e o avançar da idade escurecem o "cor-de-rosa"!
    Bom dia 14!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Adoro vir aqui e ler os teus textos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. É verdade que nunca é demais comemorar o amor, Alexandra!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  13. Olá Alexandra,

    Tenho um pequeno mimo para si no meu post de hoje .

    Beijinho

    Ana

    ResponderEliminar
  14. Amar é mesmo muito mais que isso... na verdade, muitas vezes já nem sei o que é que é mesmo amar... ;)

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)