terça-feira, 19 de março de 2013

*Ao pai e ao filho*








Tu que caminhas, eu sei, sonhos quiseste realizar e neste mundo ansiaste colocar costela de ti... Infame, parece que foi o tempo, quando te mergulhou no esquecimento dos sentimentos que ainda brotas nesse pobre coração. Não te prendas, não te cegues, não acalmes o amor que ainda te faz flutuar longe da hipocrisia que ofusca os bem-aventurados.

Pai será sempre pai e um filho nunca deve esquecer de quem é filho, pois um dia também será pai... é este, é este o ciclo da vida, que nas suas voltas à tua mão tudo vem entregar para que saibas usar e algo acrescentar ao simples gesto de viver.

Sim, hoje é dia do pai, não somente dos amados por seus filhos... mas de todos aqueles que são esquecidos numa cama de hospital, abandonados pelo esquecimento do tempo... pelo enfraquecimento de laços que deveriam ser eternos... incondicionais!

Mas hoje, hoje também é dia de lembrar, lembrar que nós, os filhos, existimos por uma razão. Somos fruto do enlace, fruto da união de dois seres a quem chamamos de pai, de mãe...

Neste mundo há pais e pais, filhos e filhos... os verdadeiros, os puros, não esquecem, não abandonam, não vivem para lá do mundo da ilusão... porque ser pai e filho é um elo que liga para sempre o coração de quem sente.

No tempo presente em que tanto se fala de bondade, devoção, amor ao próximo, algo escapa nesta humanidade. Estes dias são ou deviam ser o espelho das lacunas que o desprendimento e frieza alimentam. Deterioração, sim, deterioração do conceito de família que dando lugar ao vazio de afectos abre caminho a comportamentos de risco e falsas e empobrecidas amizades que minam, que consomem o que ainda resta... diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és! É simples, curta e objectiva a minha mensagem...

Que o amor nunca nos falte no coração!




Alexandra Martinho












7 comentários:

  1. Pois... :( Muito bonita a mensagem.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. O amor nunca falta Alexandra. Mesmo nas situações que retratas. O coração nunca falha...nestes assuntos de amor.


    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Mais que uma reflexao ,uma realidade verdadeira em que vivemos ,infelizmente o ser humano ha muito que perdeu o amor pelo proximo .Hoje certamente neste dia havera muito pai so ,como tambem muito filho abandonado ,nao se pode perdoar quem se esquece do seu,o ser humano deve ser sempre a principal razao da nossa coexistencia neste mundo materialista .Claro que pode se ter mil e uma razoes ,reconheço que algumas ate devem ser dificeis de tomar ,mas pai e pai ,este ser que nos gerou merece acima de tudo o respeito de um filho ,como diz o velho ditado "Filho es, pai seras "Que esta data seja lembrado nao so neste dia ,mas nos 364 dias do ano ,pois a paixao ,o amor ,a dedicaçao e permanente para quem ama o seu semelhante .Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  4. gosto muito desta música:) boa escolha. beijinhos, boa noite e bons sonhos!!

    ResponderEliminar
  5. Amiga, tenho a sorte de ter o meu presente e de ser uma filha presente também.
    Este será o meu consolo um dia quando não o tiver mais comigo.

    beijinho

    ResponderEliminar
  6. Ser pai é difícil e ser filho também o é... Poucas relações têm um tão alto grau de complexidade e de intensidade, ou tantos extremos e contradições!
    Um beijinho

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)