sexta-feira, 14 de junho de 2013

'Os homens sabem'








- Do pó nasci e assim cresci. Uma costela por ti perdi, meu amor e assim te fiz mulher.

- Se de tua costela mulher me tornei, na tua vida eternamente ficarei...


Eles sabem, nós sabemos que na terra nos emaranhamos e que apesar das diferenças, queremos o mesmo... amor!
Ele tem o desejo de ser livre nos braços dela, ela apenas quer ser rainha do trono de cristal esculpido por ele e que o romance não se perca, nem acabe com os problemas e rotina da vida.

Um homem sabe mais do que diz saber, diz mais do que a boca permite dizer... um homem é aquele que olha a mulher, olha-a muito além dos seus altos e baixos emocionais... penetra-a com o seu amor forte e gentil, ouve-a com o coração e não rebate a sua fala com raciocino lógico e explicativo. Ele vai além do compreensível e compadece-se de sentir a "dor" da parceira num gesto de solidariedade. Num único e apertado abraço ele a protege do mundo... Um homem é, na verdade, a mais intima parte de uma mulher, o seu melhor amigo e confidente, o desejo mais secreto e sagrado que a ajuda a conceber uma outra vida... uma vida parte dos dois, do pó e da costela. É isto que todos buscam ao longo da vida, o pó, a costela.


A todos desejo um excelente fim-de-semana!


Alexandra Martinho





8 comentários:

  1. Pára de escrever, Alexandra!!!
    Cada coisa melhor que a anterior...
    Dá um espaço para não gostar. Pode ser?
    ;)

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Assim pudesse ter sido :( beijinhos e bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar
  3. Olá Alexandra,
    Um texto muito discutível, diria. Existem por ali pontos em que discordo, talvez porque hoje em dia a realidade acabou por se alterar um pouco, ou mesmo muito. Não sei...

    De qualquer forma, a sensibilidade mora em cada palavra.

    Beijinho e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  4. Ao som de Rodrigo Leão embalei-me nas tuas palavras minha amiga Alexandra.
    ~E tão bom acreditar no amor!

    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Olá Alexandra,

    Andei a (re)visitar alguns dos teus posts antigos.
    Só agora cheguei a este.
    Quero dizer-te que não pares, nunca, de escrever.

    Abraço grande

    ResponderEliminar

  6. Sabes que gostava de escrever assim, Alexandra? Mas tu fazes isso por mim, sim?

    Beijinho

    Laura

    ResponderEliminar
  7. Como a vida e um grande mistério ,tudo necessita de algo para que possa crescer o ser humano não poderia ficar imune a tais evidencias que a vida nos coloca pela frente, e maravilhoso saber que existe alguem que nos pode simplesmente completar ,beijinhos Alexandra

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)