segunda-feira, 26 de agosto de 2013

"A ambição é uma droga que faz um demente em potência daquele que se lhe entrega."





Da mesmo modo que se apanha mais depressa um mentiroso que um coxo, também a esperteza acaba quando esbarra na porta de alguém que vive segundo aquilo que a sua consciência manda. Serão poucas as pessoas honestas e verdadeiras? Quero acreditar que não, mas devemos lembrar que infelizmente vivemos rodeados de artefactos e aparências que mascaram a personalidade e ética de um indivíduo.
Todos os dias somos confrontados com episódios de crimes, separações, abandonos e nunca como agora se falou tanto de infelicidade. As razões podem ser e são muitas, mas fundamentalmente vivemos de forma individualista onde tudo aquilo que não é de acordo com os parâmetros estipulados pelo contexto social é considerado frete, um alvo a abater. E não, não vamos falar do culto ego ou egocentrismo porque não quero que esta pequena reflexão tenha uma conotação "espiritual". Infelizmente e, porque está na moda, todos aqueles ou aquelas que dizem o que têm para dizer são rotulados de "gurus". Será incomodo? Ou será que de tanto se tapar o sol com a peneira o lixo começa a ver a luz do dia? Merecemos mais e melhor, chega de tanta acomodação!!

O mundo é de cada um e ao mundo todos lhe pertencem. Falta assertividade nas escolhas que se fazem para a vida e estabelecimento de metas reais que esbatam sentimentos como frustração a longo prazo.

Uma boa semana para todos!


Alexandra Martinho




7 comentários:

  1. Por mais que veja razão nas tuas palavras, tenho sentido dificuldades em aceitar o quadro que apresentas. Bem sei que não devia, mas a experiência tem-me demonstrado o contrário... Pode ser que uma vez mais, esteja enganado. Espero sinceramente que sim.

    Beijinho e uma boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Ainda há pessoas honestas! Eu acredito que sim!

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Claro que prefiro as pessoas honestas, mas não sei se concorde com a imagem....o mundo é mesmo dos espertos - infelizmente.

    Beijo
    (Já cá tinha vindo e obrigado pelo cumprimento que deixaste noutro lado)

    ResponderEliminar
  4. há pessoas boas e pessoas de bem. há quem saiba viver com o que tem e quem deseje mais a ambição nem sempre é desmedida e desejar mais é o que nos faz continuar a viver, a continuar a trabalhar ...

    bj*

    ResponderEliminar
  5. Em acredito que no meio de tanto egoísmo ainda existe pessoas honestas ,tudo depende doa valores e da consciência de cada um ,a vida com certeza que se encarrega de moldar cada um independentemente das ambições e desejosos de cada um ,beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Lamento desiludir-te. O mundo é mesmo dos espertos e aqueles que dizem o que pensam e são verdadeiros nas atitudes que tomam dificilmente sobrevivem, absorvidos pela sociedade.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  7. Alexandramiga

    Dizes verdades grandes como punhos. À idolatria no tempo em que vamos (sobre)vivendo juntou-se a ambição ambas desmesuradas. A idolatria significa deuses os mais diversos desde o US$ até ao €, ou seja o dinheiro e o sistema financeiro.

    Eles é quem manda no Mundo; os supostos governantes são apenas marionetas - mas quem mexe os cordéis é a gente do dinheiro. E como este não tem cheiro...

    Por seu lado a ambição podia ser a mola que moveria esse mesmo Mundo; mas, há ambição boa e ambição . Esta última é a pedra de toque de todas as patifarias, de todos os arreganhos, de todos os punhais nas costas.

    Sou pessimista? Sou realista.

    Gostei de vir até cá, tens um estupendo blogue, penso voltar aqui uma que outra vez; não é uma promessa - é uma intenção...:):):)

    Qjs = queijinhos = beijinhos :):):):):)

    Henrique

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)