quinta-feira, 29 de agosto de 2013

"A memória é o espelho onde observamos os ausentes." Joubert, Joseph










A memória é o espelho onde observamos os ausentes, é aquele lugar onde visito quem partiu e deixou tamanha saudade no meu peito.
Não lhes consigo tocar e o rosto começa a não ser nítido, sinto o medo de esquecer, já não ouço a voz, nem recebo o beijo.
Alexandra, "a grande", também chora, é frágil e sente saudades do pilar que partiu não há muito, o suficiente para a saudade doer.
Gostava que estivesses presente neste momento tão importante da minha vida como, em tanto outros tiveste, assumindo um papel de quase pai. Ser avô, tu sabes, é um ser tão especial.
Guardo-te dentro de mim, naquele sitio onde te posso encontrar, não te esqueças de fazer um novo baloiço algum dia o irei usar.


Nunca haverá na minha vida amor como o teu...


Uma boa noite a todos e uma excelente quinta-feira!






Alexandra Martinho

7 comentários:

  1. A memoria é um espelho que nos pode trazer os que partiram,mas não os podemos sentir como desejamos,o que por vezes é triste.

    Boa quinta feira e em retribuição a musica que deixaste no meu blog aqui fica ao meu gosto,espero que gostes,mas tens que ouvir até ao fim.
    Beijos
    http://www.youtube.com/watch?v=K02Cxo3fAC8

    ResponderEliminar
  2. Enquanto conservares as memórias, tudo o que partiu permanence bem vivo. :)

    ResponderEliminar
  3. Olá,
    Pergunto, "será que é bom trazer tudo fresquinho na nossa memoria?" certamente que será melhor procurar novas memorias.

    ag

    ResponderEliminar
  4. São momentos que a memoria preza em conservar tamanha ausência de quem partiu e tanta falta nos faz ,saudades que teimam perdurar eternamente ,beijinhos

    ResponderEliminar
  5. A minha dor também é assim :'(
    Um beijo enorme Alexandra -.-

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)