sexta-feira, 4 de abril de 2014

'Dias em que...'









Há dias em que o ser tudo-em-um não resulta, não dá, porque afinal apenas existe o desejo de ser convenientemente amada.

A namorada é, tantas vezes, mais do que ser simplesmente a namorada. A namorada é a psicóloga, a ouvinte, a médica, a enfermeira, a amante, a companheira das horas negras que apertam o coração do ser por ela amado. Mas, às vezes, somente às vezes a namorada apenas deseja ser, simplesmente amada.
Simplesmente... sim simplesmente, porque de egoísmo não falamos, falamos apenas de tempo... de que existe um tempo para tudo. Um tempo para os problemas, um tempo para as conversas chatas, um tempo para dizer - "estou zangada". Um tempo para ouvir gosto de ti... um tempo para estar e sentir o calor de um simples abraço. Um tempo para vivenciar insatisfação, revolta, mágoa, tristeza e com tempo... com tempo tudo se faz, consegue, resolve...

Ser responsável, não é somente saber cuidar do outro. Ser responsável é saber dizer chega. É saber que está na hora de avançar deixando para trás o que de nada serve trazer guardado a sete chaves na consciência. 

Ser responsável, essencialmente é, cuidar e nutrir aquilo que de melhor existe em si mesmo.


Há dias em que a namorada apenas deseja uma coisa: namorar!



Uma boa noite e uma excelente sexta-feira!



Alexandra







7 comentários:

  1. Alexandra,

    uma namorada é tudo isso que descreveu e muitas são, de facto, as situações em que não percebemos que vocês apenas desejam ser: as namoradas. Não percebemos ou não queremos perceber porque a nossa cabeça anda a mil com outros tantos mil e um problemas. Abençoados são aqueles que mais que namoradas têm autenticas guerreiras do seu lado e que só por esta razão vale a pena namorar, sim! 

    Beijo fraterno, mulher de garra!

    Diogo Santos

    ResponderEliminar
  2. Lindissimo texto Alexandra certamente um alicerce para a vida ,compreender e ser compreensivo perante o rumo que a vida nos dará ,muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Um abraço grande, Alexandra e bom Domingo

    ResponderEliminar
  4. Olá Alexandra,

    Acrescentaria mais um pouco, ser tudo-em-um quase nunca resulta. Algo se perde pelo meio. É impossível ser tudo a toda a hora e todos os dias. Cansativo. Rebenta com qualquer um. Desequilibra. Entristece.

    O que a Alexandra descreveu como sendo a namorada ("psicóloga, a ouvinte, a médica, a enfermeira, a amante, a companheira das horas negras") eu vejo a descrição de mulher com quem alguém casou.

    Namorada é diferente, é apenas namorar e namorar é leveza. Namorar para mim é o que antecede aquela parte em que decido ir viver ou casar com alguém, enquanto não decido dar esse passo apenas namoro, sou namorada, sem qualquer tipo de compromisso, estou na fase de conhecer alguém. Apenas isso.

    Beijinho e um resto de bom fim-de-semana :)

    ResponderEliminar
  5. Hi! Someone in my Myspace group shared this
    site with us so I came to check it out. I'm definitely
    enjoying the information. I'm book-marking and will
    be tweeting this to my followers! Outstanding blog and
    great design.

    Also visit my blog post: Collin

    ResponderEliminar
  6. Uma Santa Páscoa, Alexandra

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  7. Por tudo o que escreveste é que ando a precisar de recomeçar a namorar...
    Beijinhos, Alexandra!

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)