quarta-feira, 30 de abril de 2014

'O primeiro ano'












É difícil acreditar que um ano passou e outros tantos onze estão iminentes de se completar. Saudades, saudades imensas destes dois homens que não foram somente avós.
Amigos, confidentes e quem sabe até, com quase certeza absoluta, os únicos que compreenderam a Alexandra.
Sou o que sou e como sou graças à vossa força, dedicação, ensinamentos, e sobretudo, amor. Amor e aconchego que carrego no meu coração.
Que se lixe o mundo, as opiniões, as intromissões, as palavras bonitas que chegam tarde e outras tantas futilidades quando aquilo que de mais correcto temos a fazer é simplesmente, VIVER!
A vossa neta está exausta, mas ainda não é tempo ou momento para descansar... há tanto para fazer.
Quero-vos prestar a minha homenagem, dizer o quanto vos amo e o quanto sinto a vossa falta. Obrigada por toda a ternura e amor que depositaram em mim. Obrigada por todos aqueles momentos que deram alento e vida ao meu espirito livre. Espero que daí desse lado haja orgulho pelo trabalho que hoje levo a cabo, apesar de todos os obstáculos de jornada a aprendizagem tem sido gratificante. Trago-vos no pensamento, no coração, para todo o sempre em mim.

Alexandra




3 comentários:

  1. Que belo momento querida amiga Alexandra ,palavras que exprimem tudo o que lhe vai na alma ,muitas felicidades

    ResponderEliminar
  2. Olhei para foto e fui catapultada de imediato para a zona do Alentejo.Não me pergunte porquê. Um grande bem haja a todos os avós que o sabem ser. Também fui uma sortuda nesse aspecto :)

    ResponderEliminar
  3. Tanta emoção e sinceridades nas tuas palavras. Decerto que têm muito orgulho em ti.

    beijinho

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)