terça-feira, 29 de julho de 2014

'Exercício do bom Julgamento'







Não te julgues esperto, nem penses que te moves por águas santificadas. Demasiadas palavras musicais saem da tua boca e os actos onde estão?
Não, não te julgues esperto como a esperteza porque tudo tem um tempo e o tempo que passa jamais volta atrás.
No exercício do bom julgamento as gavetas deves ter arrumadas, os anseios deixados à porta de entrada pois, aquilo que é exigido restringe-se a humildade e sensatez. Sabes do que falo?
Não te iludas, não te enganes, não te escondas na imagem perfeita de um santo que acredita num só Deus todo poderoso. Não, não aqui não há género, podes ser ele ou ela e tu tens tanto para aprender.
Não te julgues esperto, nem penses que te moves por águas santificadas porque lembra-te que no exercício do bom julgamento deves possuir mente sã e coração limpo.



Um excelente terça-feira!


Alexandra









10 comentários:

  1. Que bela lição, Alexandra.
    Uma boa terça feira com ... Tom Day.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há malta que não sabe que para julgar é preciso ser alguém de boa índole.

      Beijinho e boa terça feira!

      Eliminar
  2. Quem pode apontar um dedo se todos cometemos erros,lindo momento de reflexao ,beijinhos Alexandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que ninguém pode realmente julgar o seu semelhante, ainda assim, acredito que existam por aí muitas pessoas com a capacidade de através de um "julgamento" incitar o outro a evoluir.


      Beijinhos, Emanuel!

      Eliminar
  3. Mais vale um passo que milhares de palavras! abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As acções são tudo, porque se somente houver palavras bonitas o vento acaba por as levar!


      Abraço!

      Eliminar
  4. Superb post however , I was wanting to know if you could write a litte more on this subject?
    I'd be very grateful if you could elaborate a little bit further.
    Thank you!

    Look into my webpage: venus factor

    ResponderEliminar
  5. Boa noite,
    O julgar os outros também pode ser encarado como uma valorização da parte de quem julga, isto é, quando somos criticados negativamente por alguém, esse alguém involuntariamente dá-nos valor, caso contrario não criticava, mal de nós quando deixarmos de ser julgados.
    Agradeço a sua gentileza por ter deixado a linda musica no meu blog
    Dia feliz
    AG

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Gosto muito de ouvir cantar a vocalista dos Romeros, ela é fantástica, tem uma voz linda e boa presença em palco, é do Alentejo que sai sempre grandes cantores, escritores, autores e atletas, sou algarvio que gosta e visita quase todas as semanas o lindo Alentejo que me encanta.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,

      ainda bem que gostou da música, penso que se apropriava ao texto que tinha escrito. É importante compreender que julgar alguém é um acto em muitos casos condenável pela maldade em que está envolto esse julgamento! Fora isso, a humanidade está esquecida da arte de elogiar, aceitar, incentivar, validar emoções... enfim!

      Tenha um bom fim-de-semana!

      Eliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)