terça-feira, 25 de agosto de 2015

'Músicas que nos fazem viajar ao encontro da verdade num mundo de cegos'






Escrevi no meu último texto que gosto de de palavras fortes, de sentimentos fortes, de viver de uma forma serena mas com emoções à flor da pele. Que, por vezes, sinto falta de alguma adrenalina. A adrenalina de ser livre e de poder voar quando quiser sem prazo para regressar.

Hoje, enquanto tomava o meu banho, ouvi que a minha banda de sempre estava de regresso. Os A-ha estão de regresso ao panorama musical internacional o que muito me apraz. Algumas das mais conhecidas baladas dos anos 80 e 90 pertencem a esta banda, sem dúvida alguma.   
Pois, o primeiro single que marca o regresso não podia ser mais apropriado aos tempos que vivemos. 

'Under the makep' é o tema escolhido para marcar aquele que é considerado um dos regressos mais aguardados . 

Convida-nos a pensar. A pensar o quanto vivemos mascarados para os outros e para nós mesmos. Demasiada maquilhagem nas nossas vidas, seja ela de forma real ou virtual. Maquilha-se uma vida de imperfeições com pó de arroz e demonstra-se aquilo que dubiamente se é com uma espécie de envernizado mate e um pouco de gloss. 

Enquanto ouvia o single e sentia cada palavra pensava para mim mesma - caramba anda tudo virado do avesso e ninguém demonstra quem realmente é. Quando o faz é esmagado, abafado por uma manada de carneiros mal condimentados que nem percebem ao certo o que é isso de sentimentos. O que é isso de se ser livre e que não é preciso ostentar para se ser.

Fico-me por aqui para não ferir susceptibilidades! E espero que gostem de ouvir a minha escolha de hoje.





Boa semana


Alexandra


2 comentários:

  1. Que saibamos viver a vida com a simplicidade que ela nos concede todos os dias em cada amanhecer ,linda música ,beijinhos felicidades

    ResponderEliminar
  2. Alexandra, acho que a sociedade onde vivemos obriga-nos, por vezes, a usar máscara. Até pessoas que como eu se dizem frontais, por vezes, não o podemos ser totalmente porque a vida já ensinou que pode ser bem cruel para quem ousa trilhar outros caminhos que não sejam os caminhos que todos habituais. Somos penalizados quando não queremos usar máscara. Vivemos na era do parecer e não do ser. Agora sei que é complicado. Perde-se muita coisa. Muitas pessoas, quando insistimos na transparência. Existe quem nos chame de burros. Pois claro que somos burros, ser esperto é fingir que se é o que não se é realmente. É ser hipócrita. É enganar. É... volto a repetir... enganar o mais possível o outro. Triste realmente.

    Beijinho para si e boa semana :)

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)