sexta-feira, 16 de outubro de 2015

'Ai preocupem-se, preocupem-se'







Não sei porquê, apenas sei que há cenas, cenas neste Portugal que já enjoam e em que esta mania de empatar o óbvio dá conta dos nervos a qualquer pessoa que tenha dois dedos de testa. 
Vai para duas semanas que andamos neste imbróglio de quem governa ou não a nação. Parece mais do que óbvio aquilo que se passou nas urnas e, assim sendo, quando falamos de uma vitória de esquerda estamos a desrespeitar os princípios básicos da democracia. Estamos a violar os direitos de qualquer cidadão que votou e que de uma maneira ou de outra atribuiu a vitória à coligação.

Após conhecimento dos resultados que davam uma não maioria absoluta à coligação que governou Portugal nos últimos quatro anos, seguiram-se discursos dignos de uma novela de faca e alguidar. Muito antes de haver qualquer consenso já se falava em moção de censura e "ajuntamentos" dos ditos partidos de esquerda para impossibilitar a governação da direita.

É difícil de entender ou compreender o que vai na cabeça desta gente. É difícil de compreender ou de aceitar que se armem motins no interior das próprias forças políticas como se todos fossem uma cambada de galos sem crista e, assim, passar uma rasteira a quem o povo concedeu a vitória. 

O povo português afinal é o quê no meio de todo este enredo bizarro? De que nos serve votar se está mais do que evidente que eles e elas se estão a c@g@r para o som da nossa "voz"?! 

Falam de hipocrisia, falam de mais o quê? Silêncio! Um pouco de silêncio era bom e aconselhável porque esta coisa de se debater política exige fair play e sobretudo cultura acerca do nosso país.


Não, os comunistas não comem criançinhas ao pequeno almoço, nem os bloquistas gostam de usar gravata já dizia o outro. Mas os ideais, os ideais desta gente estarão ajustados à realidade actual de Portugal? O tempo da outra senhora já lá vai e essa coisa de proletariado e capitalismo, assim como, destruição das principais fortunas do país com impostos cheira a mofo pá!! Existe um enorme fosso que separa a realidade da ilusão que alguns parecem querer viver a todo o custo.




Bom fim-de-semana!


Alexandra






1 comentário:

  1. Concordo com tudo o que escreveu ,acho engraçado falavam mal uns dos outros ,agora chegou a vez da amnésia tomar conta destes senhores,será o tacho a falar mais alto ,onde está a voz do povo ,o pais parado na indecisão destes abutres ,vergonhoso,enfim politiquices ,beijinhos

    ResponderEliminar

Façam do meu espaço o vosso espaço, ousem comentar... eu ousarei responder! :)