quarta-feira, 30 de abril de 2014

'O primeiro ano'












É difícil acreditar que um ano passou e outros tantos onze estão iminentes de se completar. Saudades, saudades imensas destes dois homens que não foram somente avós.
Amigos, confidentes e quem sabe até, com quase certeza absoluta, os únicos que compreenderam a Alexandra.
Sou o que sou e como sou graças à vossa força, dedicação, ensinamentos, e sobretudo, amor. Amor e aconchego que carrego no meu coração.
Que se lixe o mundo, as opiniões, as intromissões, as palavras bonitas que chegam tarde e outras tantas futilidades quando aquilo que de mais correcto temos a fazer é simplesmente, VIVER!
A vossa neta está exausta, mas ainda não é tempo ou momento para descansar... há tanto para fazer.
Quero-vos prestar a minha homenagem, dizer o quanto vos amo e o quanto sinto a vossa falta. Obrigada por toda a ternura e amor que depositaram em mim. Obrigada por todos aqueles momentos que deram alento e vida ao meu espirito livre. Espero que daí desse lado haja orgulho pelo trabalho que hoje levo a cabo, apesar de todos os obstáculos de jornada a aprendizagem tem sido gratificante. Trago-vos no pensamento, no coração, para todo o sempre em mim.

Alexandra




domingo, 20 de abril de 2014

'Ressurreição'







São citações como esta que nos incitam a reflectir, e reconhecer o quão importante é não perder a nossa essência apesar das adversidades que possam surgir no decorrer da vida. 
Em todas as minhas intervenções tentei e tento passar a necessidade, a importância de guardar um período do dia para a reflexão. Porém, bem sei, o quão difícil é por esta regra em prática quando aquilo que nos cerca exige tanto de nós. Acredito que nada é impossível e com um pouco de dedicação/perseverança tudo se consegue.

A páscoa convida-nos a abrir a porta do quarto que guarda medos, frustrações, mágoas, desilusões e outros palavrões que fazem moça, que provocam o fechar de janelas para a paisagem da felicidade plena que todos podem conseguir sem esforço.
Viver, viver bem é um trabalho diário que requer maturidade, capacidade de reconhecer que errar faz parte e que nem tu, nem eu temos a obrigação de viver ou ser aquilo que os outros esperam e pretendem.
Neste constante apontar de dedos que gera um costume mal acostumado há espelhos partidos sem retorno, frustrações e recalcamentos que criam palas e orelhas a burros velhos que não aprendem línguas... mas pensam, falar todos os idiomas de forma fluente.

Viver é equivalente ao dever de apostar no estudo do auto-conhecimento que origina o cimentar do equilíbrio e bem estar emocional. A ressurreição é isto, a emergência das nossas melhores qualidades, da boa conduta, de tudo aquilo que não é fugaz, apenas eterno no interior do nosso coração.



Uma Santa Páscoa a tod@s!


Alexandra















sexta-feira, 4 de abril de 2014

'Dias em que...'









Há dias em que o ser tudo-em-um não resulta, não dá, porque afinal apenas existe o desejo de ser convenientemente amada.

A namorada é, tantas vezes, mais do que ser simplesmente a namorada. A namorada é a psicóloga, a ouvinte, a médica, a enfermeira, a amante, a companheira das horas negras que apertam o coração do ser por ela amado. Mas, às vezes, somente às vezes a namorada apenas deseja ser, simplesmente amada.
Simplesmente... sim simplesmente, porque de egoísmo não falamos, falamos apenas de tempo... de que existe um tempo para tudo. Um tempo para os problemas, um tempo para as conversas chatas, um tempo para dizer - "estou zangada". Um tempo para ouvir gosto de ti... um tempo para estar e sentir o calor de um simples abraço. Um tempo para vivenciar insatisfação, revolta, mágoa, tristeza e com tempo... com tempo tudo se faz, consegue, resolve...

Ser responsável, não é somente saber cuidar do outro. Ser responsável é saber dizer chega. É saber que está na hora de avançar deixando para trás o que de nada serve trazer guardado a sete chaves na consciência. 

Ser responsável, essencialmente é, cuidar e nutrir aquilo que de melhor existe em si mesmo.


Há dias em que a namorada apenas deseja uma coisa: namorar!



Uma boa noite e uma excelente sexta-feira!



Alexandra